Notícias
Hotel IBIS Canoas, construído em apenas 67 dias
Postado em: 13/02/2014 por Guido Denipotti
Uso de sistemas industrializados garante agilidade à obra do Hotel Ibis Canoas, construído em apenas 67 dias

A rapidez da construção do Hotel Ibis em Canoas, no Rio Grande do Sul, superou as expectativas mais otimistas dos construtores e investidores envolvidos no projeto. Prevista para ser concluída em dois meses e meio, a construção de sete pavimentos e 4.500 m² foi finalizada em apenas 67 dias, o que permitiu que o hotel entrasse em operação ainda antes do previsto. Neste curto prazo, a obra foi entregue, faltando apenas os acabamentos internos e complementos do terreno.

Além do prazo, era importante manter em foco as diretrizes do projeto no que diz respeito à sustentabilidade, resistência, segurança e conforto acústico e térmico. Com a adoção de um sistema misto em aço e concreto, foi possível aproveitar o que cada um destes materiais tem de melhor, contribuindo para uma obra mais segura, limpa e precisa. "Caso não tivesse sido adotado este tipo de tecnologia, o prazo para execução da estrutura e da fachada seria de 8 a 10 meses", estima o engenheiro, Eduardo Giacomello, da Medabil.

A estrutura mista é composta por pilares de aço preenchidos por concreto: as colunas são formadas por perfis tipo I, que recebem o material na área entre a "alma" e as "mesas" da peça. De acordo com o engenheiro, para solidarizar ainda mais o concreto ao aço, utilizou-se armadura de vegalhões e conectores de cisalhamento, complementando que para eliminar a necessidade de formas, a concretagem foi executada no canteiro de obras com os pilares posicionados na horizontal.

Para as lajes, empregou-se o sistema steel deck, no qual a forma metálica se incorpora à estrutura após a concretagem. As vigas metálicas principais e secundárias atuam de forma integrada com a laje de concreto, por meio de conectores de cisalhamento do tipo stud bolt. Uma estrutura complementar de contraventamento posiciona-se diagonalmente para conferir maior estabilidade à construção. O engenheiro Giacomello destaca que também foram usadas ligações aparafusadas, o que facilitou a montagem. Uma argamassa cimentícia projetada garante a proteção passiva da estrutura metálica.

1 - Os perfis metálicos dos pilares, já com os conectores de cisalhamento, são preparados para a concretagem no próprio canteiro
2 - A concretagem dos pilares mistos é realizada na horizontal, eliminando a utilização de formas
3 - Montagem da estrutura e das lajes com sistema steel deck
4 - Montagem da estrutura de suporte da fachada, executada com o sistema steel framing
5 - Com a divisão em duas alas, a estrutura pôde ser finalizada simultaneamente à montagem das fachadas
6 - Após a montagem dos perfis estruturais de aço da fachada, estes recebem revestimento de placas cimentícias
7 - Na foto pode ser observado o tratamento de juntas das placas cimentícias
8 - Montagem da estrutura metálica do telhado e do beiral
9 - Vista superior da montagem do telhado


Fachadas e vedações

As fachadas e vedações foram executadas com o sistema steel framing, no qual perfis leves de aço estrutural são compostos com revestimentos como placas cimentícias (externamente) e gesso (internamente). Na fachada, as placas cimentícias receberam as cores, texturas e janelas de PVC no padrão da Rede Ibis. O sistema steel framing também prevê a utilização de elementos como barreira hidrofuga (para vedação e impermeabilização) e mantas de lã de vidro (que contribuíram para o isolamento acústico e térmico), além de integração da estrutura com as instalações elétricas e hidráulicas do conjunto.

A partir da agilidade obtida pela estrutura em aço, foi proposta a antecipação do fechamento das fachadas. A obra foi dividida em duas alas de tal forma que a execução da estrutura pôde ser conciliada com o processo de montagem das vedações nas áreas onde a construção estivesse mais avançada. "Como o sistema steel framing não necessita de guindastes, conseguimos otimizar a mão de obra, reduzindo o tempo de execução e, consequentemente, aumentando a produtividade", conclui o engenheiro Eduardo Giacomello. (E.C.)


Ficha Técnica

Projeto arquitetônico: Michaelis Arquitetos
Área construída: 4.200 m²
Aço empregado: ASTM A572 (estrutura); ZAR 230 (perfis steel framing)
Volume de aço da estrutura: 200 t
Projeto estrutural e fornecimento da estrutura metálica: Medabil Sistemas Construtivos
Execução da obra: Prisma Engenharia
Local: Canoas, RS
Data do projeto: 2011
Conclusão da obra: Julho de 2012
Fonte: Metalica